Uncategorized

O que é o 77 aberto?

77

E aí galera, hoje vou falar aqui de um dos grandes exercícios que fazemos aqui no QG para nos desenvolver como jogadores de poker.
O 77 aberto.

O 77 aberto é um jogo que o Professor Cristiano Torrezan da UNICAMP trouxe pra gente cujas regras são as seguintes.

A modalidade é o Texas Hold’em Heads UP.
Cada jogador recebe um stack de 15 fichas, e os blinds são 1/1 , ou seja, cada jogador tem que pingar 1 ficha a cada mão.

No entanto um dos jogadores vai jogar a partida inteira com um par de 77 aberto, ou seja ele fica sempre com a mesma mão.
O jogador que joga com o 77 joga sempre em posição.

E toda mão começa no flop já.

Ou seja, a ordem do jogo é: os jogadores pagam os blinds, abre o flop e aí a ação começa como uma mão de texas hold’em, mas com o 77 face up. E quando a mão termina o jogador que não tem o 77 é obrigado a mostrar suas cartas.

Aí rola a partida até um dos jogadores ter todas as fichas, nesse momento o 77 troca de lugar e outra partida começa.

Agora, porque esse jogo é tão bom para desenvolver as habilidades do jogador de poker?

Porque um dos grandes atributos que o jogador de poker precisa ter é entender o que o oponente quer que aconteça na mão, e fica fácil trabalhar isso quando você tem sua mão escancarada, pq ai vc vai ficar pensando se faz sentido oponente jogar a mão de um jeito sabendo que você tem 77, e conforme o jogo vai passando e vc vai vendo os showdowns vc vai tentar entender como ele pensa pra poder prever melhor o que ele faria nas diversas situações que acontecem no jogo.

Além disso quando você não tem o 77 você precisa aprender a entrar na cabeça do jogador que tem o 77 pra poder enganá-lo e fazer com que ele faça o que você quer que ele faça, seja foldar ou pagar.

Esses entre outros motivos fizeram com que nós adotássemos o 77 aberto como uma parte da preparação dos nossos atletas aqui no QG. Além disso é um dos grandes passatempos nosso aqui, então se você vier fazer um curso com a gente provavelmente vai ver uns embates do pessoal do time nesse jogo. Eu vs Padilha, Headão vs Akkari e tudo mais.

Agora pq resolvi fazer esse post agora?

Pq no Masterminds vai rolar um campeonato demonstrativo de 77 aberto, onde o pessoal do time vai jogar e depois vai ficar lá pra jogar contra o público, então é uma chance do público conhecer melhor a gente, jogar um jogo legal conosco e pegar dicas direto da fonte de como isso melhora teu jogo!

Por isso vá praticando aí, fique de olho pq em breve vai sair um vídeo do Professor Cristiano Torrezan explicando melhor como funciona o jogo e apareça no Masterminds!

É isso aí galera, aquele abraço!

Advertisements

Como ensinar Poker – dicas para quem quer começar a dar coach

cursocoach

E aí Galera, os posts tão ficando mais escassos aqui. Acho que muito do meu trabalho de postar diariamente teve seu tempo hehe, a correria tá muita grande e eu estou começando a me meter em algumas coisas fora do poker que acho que não fazem muito sentido colocar aqui no blog por enquanto. Além disso o blog de todo o pessoal do time tá sendo bem atualizado! Tem do Headão, do Moraes, do Ban, do Padilha, do Jesse, da Fe, da Renatinha, do Hugo e do Cuco. Enfim, a turma toda tá aí compartilhando o dia a dia no Akkari Team, discutindo mãos com vocês, então conhecimento é o que não falta.

Mas falando em conhecimento vou falar sobre um tipo de pergunta que tá começando a aparecer muito pra mim nas mídias sociais. Como ensinar poker??

Muitos jogadores perceberam que ensinar poker é legal. Dá um dinheiro sem variância, você interage com outras pessoas (o que é muito bom em uma profissão que pode ser muito solitária como é o Poker), ajuda pessoas a atingirem seus objetivos e melhora seus conhecimentos por ter que explicar conceitos do Poker pra outros jogadores.
No entanto muita gente não sabe como começar, e no que focar para ser um bom instrutor.

Em primeiro lugar eu deixo bem claro que na minha opinião um bom jogador não vai ser necessariamente um bom instrutor, já que pra trabalhar com ensino é necessário ter um negócio chamado DIDÁTICA.
Como desde 2009 eu ensino as pessoas a jogarem poker e de 2012 para cá eu me dedico exclusivamente a isso e nem jogo mais profissionalmente eu acho que posso dar uns toques pro pessoal!

Vou listar alguns passos para você desenvolver sua capacidade de ensinar poker:

1-Pratique a arte da comunicação, fale e escreva sobre poker.
Isto é, poste em fóruns, escreva artigos, faça vídeos. Pra ensinar poker você precisa saber transmitir o seu conhecimento para outra pessoa, e para isso você vai ter que se comunicar. Muitos grandes jogadores se perdem nessa parte, preferem investir demais em conteúdo, jogo e pouco na área de comunicação, ai acabam se tornando instrutores que entendem muito do jogo mas que não conseguem passar esse conhecimento adiante.
Você vai perceber que depois de escrever um artigo sobre 3bet, gravar um vídeo sobre o assunto vai ser mais fácil falar sobre isso quando precisar durante alguma aula.

2- Entenda seu público.
Conhecimento de poker é um produto que você está vendendo, mas os clientes são pessoas de backgrounds diversos, desde jogadores profissionais que entendem todas as terminologias e querem evoluir mais e mais, a jogadores recreativos que querem se tornar mais competitivos, até iniciantes que nem sabem as regras do jogo.
Para cada público desse você precisa de um plano diferente de ensino e de uma linguagem diferente.
Querer ensinar um amador conceitos que você ensinaria para um profissional antes de ele estar preparado para assimilar esses conceitos vai fazer o ensino ser completamente improdutivo e o cliente vai terminar insatisfeito com seu trabalho e você não vai conseguir fazer uma mudança significativa no jogo dele.

3-Se exponha.
Para pessoas se interessarem por seu coaching a melhor maneira é que elas conheçam seus resultados ou já tenham visto você falar sobre poker. Pra isso você vai ter que comentar poker na tv, produzir vídeos gratuitos, fazer vídeos para algum site de vídeos de Poker, com isso algumas pessoas vão se identificar com sua maneira de falar sobre poker e vão querer aprender com você.

4- Mantenha-se atualizado com o jogo.
Isso não é tão importante para ensinar jogadores iniciantes, que precisam aprender coisas mais básicas que são do mesmo jeito tem um bom tempo e são mais conceituais. Mas saber as jogadas novas e tendências que estão surgindo nas mesas pelo mundo vai manter sua cabeça aberta a raciocínios diferentes e facilita muito o processo de desenvolver seu próprio raciocínio pra ensinar jogadores a jogar poker bem. Eu sinto bastante isso, pois não jogo mais diariamente mas sempre acompanho o grind do pessoal do time, discuto muito Poker com o Headão e o Padilha e entender o porque de novas jogadas estarem aparecendo mantém minha cabeça pensando em coisas novas do poker e me possibilita ensinar coisas legais para jogadores intermediários e avançados.

5-Esse pra mim é o mais importante de todos. Ensine seu aluno a pensar poker.
Poker não tem receita, não tem decoreba, mas muitos instrutores por aí na preguiça de ensinar direito tentam passar conceitos duros e fórmulas mágicas que dão pouco trabalho de ensinar ao invés de se esforçar para ensinar o aluno a raciocinar poker, a entender as variáveis do jogo para tomar a melhor decisão, o que é muito trabalhoso mas é o que é de fato muito efetivo.

6- Aprenda com alguém que já tem a prática nisso
Se você está começando a ensinar poker, é capaz que você já tenho feito aula com alguém, conhecido alguém que dá aulas a mais tempo. É crucial que você veja essas pessoas trabalhando e entenda o que elas tem de melhor e discuta ensino de poker com elas. Da mesma maneira que a gente discute mãos, é normal discutir técnicas de ensino entre profissionais do ensino. Eu me vejo discutindo demais coisas assim com o Akkari sobre o curso mensal de Poker do QG, sempre um analisando a performance do outro, a didática, pensando em novos exemplos, trocando slides do curso. Converso muito com o Headão e o Padilha, os coachs do time sobre como passar determinados conhecimentos pro nosso grupo de jogadores e com o Raul Oliveira que é instrutor junto da gente no Curso Semestral. A evolução que tudo isso me deu como instrutor foi gigante. Sinto que evoluí demais nesse 1 ano trabalhando no QG como instrutor por causa disso tudo e hoje sou capaz de realizar o trabalho de ensinar poker muito melhor do que antes.

Acho que é isso aí!

Quem tiver alguma dúvida e quiser perguntar algo sobre o assunto manda um comentário aí que eu respondo.

Vestibular, Masterminds, Time Surtado e Novidades

time

E aí galera, tem um tempo que eu não apareço aqui né?

Essas duas semanas desde que voltei de férias foram muito corridas, começamos com a finalização da organização de toda estrutura pro novo time, salários, obrigações de cada um, recepção a eles aqui no QG e tudo mais. Foi um grande trabalho, mas fiquei bem feliz de ver que o time tá surtado igual a gente , tão estudando, acordando cedo, fazendo exercícios, comendo direito. Estou extremamente orgulhoso deles por enquanto, mas tem que manter a pegada. Os resultados tão aparecendo aí já, várias FTs semana passada, cravadas, o Headão chegou bem longe no Sunday Million (terminou em 30 e pouco), negócio tá fluindo!

Aí uma das primeiras tarefas do time foi preparar Vídeos preparatórios pro Vestibular do QG. Eu orientei eles sobre como vai ser a prova, que tipo de pergunta eu estou pensando em bolar para cada tema e eles fizeram os vídeos, que já estão sendo publicados diariamente no CT SuperPoker para os assinantes. O meu vai falar sobre range, mas ainda não fiz pq semana passada peguei uma infecção na garganta que me derrubou, mal conseguia falar direito e no fim de semana tinha Curso Semestral pra apresentar.

Falando em Curso Semestral , fiquei extremamente feliz com a turma que começou aqui, pelo jeito assim como a turma passada essa turma vai ser repleta de gente do bem que acaba se transformando em nossos amigos, mas o mais importante é que eles se esforcem pra aplicar os conceitos que passamos na primeira aula, que fala sobre Ranges, Valor e Blefe, Valor Relativo e Ação, vamos ao longo das próximos semanas fazer 1 sessão de coach por semana com cada um deles para orientá-los sobre o conteúdo da aula e ver se estão aplicando o que passamos. A cobrança vai ser forte!
Temos certeza que aqueles que se esforçarem mesmo vão colher os frutos disso, como aconteceu com a última turma!

Além disso tudo também estou cuidando da Grade de Palestras do MasterMinds, o MasterMinds é meu evento de poker favorito aqui no Brasil, por todo conceito que envolve, por proporcionar pra galera que tá começando torneios baratos, palestras gratuitas e a chance de conhecer os grandes jogadores do Brasil.
A grade do último evento ficou muito legal e essa também tá desenhando bonito!

Pra quem quiser participar o evento tem satélites no 888 no formato de steps, começando até em 1 centavo! Po, oportunidade de sonho pra jogar, praticar o jogo bem jogado e cravar a vaga prum torneio sensacional como esse.
Entra lá em http://www.888poker.com e faça sua conta, eu vou estar por lá!

Além disso se tudo der certo o MasterMinds vai ter um evento novo e bem diferente, então torçam aí que se rolar vai ser sensacional e acredito que vocês vão gostar!

Fora isso, estou envolvido em um projeto meio offpoker que logo logo começa a aparecer, mas aí vocês vão ver o que é SURTO de verdade!

Queria agradecer também ao pessoal da SpeedyTour pelo patrocínio a mim e a todo time na nossa reta em Vegas! Ajudou muito a um sonho ser realizado, e agradecer ao Vini Scalli por toda a força com passagem que ele me deu, até passagem pra Noruega eles conseguiram a preços excelentes, recomendo bastante o trabalho deles!

É isso aí galera, continuem estudando, grindando e surtando que as coisas andam.

Grande Abraço!

Vestibular do Akkari Team

Pessoal, muita gente tem feito perguntas sobre o Vestibular que faremos para o Akkari Team. A idéia é dar uma oportunidade democrática pra todo mundo que quiser participar e for surtado o bastante para entrar no nosso time.

Primeiro vou começar falando sobre a idéia do time.

Aqui no Akkari Team queremos formar um novo modelo de jogadores profissionais. Queremos que nosso time seja composto não só de jogadores, mas sim de profissionais do Poker. E hoje nossa visão de um profissional do Poker é diferente da visão da maioria do mundo do Poker. Acreditamos que o Profissional de Poker além de ser um exímio jogador, tem que trabalhar para o crescimento do Poker, ele tem que ser um bom instrutor, tem que disseminar seu conhecimento através de vídeos, aulas, blogs. Tem que interagir com o público que está começando para facilitar a vida da nova geração que vem por aí e tem que eventualmente conseguir patrocínios que auxiliem sua carreira.

Também acreditamos que o lado físico e mental caminham lado a lado. Por isso queremos uma geração de jogadores que se preocupe em entrar em forma, fisicamente e mentalmente para aguentar as longas jornadas que esse jogo têm.

Pra mais informações tem o meu post no meu blog aqui
https://pokerforadacaixa.com/2014/05/27/o-que-e-o-surto-no-qg/

Então resumidamente o pessoal vai receber salário, morar no QG com tudo pago, Personal, nutricionista, psicólogo, professor de yoga, profissional de marketing digital , agência para buscar patrocínios, e vai jogar em um deal de 1 ano.
O menor salário que um jogador pode receber no nosso time é de 800 reais, mas pode ser maior dependendo das obrigações extras que o jogar tiver, como instrutores por exemplo. Além disso o jogador também recebe % da receita que gerar através de vídeos, coaching e comentários na TV.

Agora sobre o vestibular.

O vestibular vai ser realizado em uma escola na Vila Mariana em SP, no dia 4 de outubro, é um sábado, 1 dia antes das eleições.
Faremos 3 turnos de avaliações em horários diferentes, então quem vem de fora vai ter várias opções para ter o melhor horário possível que encaixe no seu vôo, ônibus e possa voltar pra sua cidade a tempo das eleições. Uma turma das 9 as 12h, uma das 12.30h as 15.30h e outra das 16h as 19h. Em breve entraremos em contato com os inscritos para alocá-los em seus respectivos horários.
Cada turno terá uma avaliação escrita e uma entrevista com algum dos nossos membros do time.
As avaliações vão consistir em uma prova com questões teóricas e de múltipla escolha.
Essas questões envolvem análise de mãos, decisão sobre jogadas (por exemplo, no turn X, qual sua ação quando oponente aposta Y fichas, call/raise/fold? porque?), questões teóricas sobre aspectos diferentes do jogo (3bet, 4bet , betsize, range, valor/blefe, apostas, jogadas, jogo live, jogo online), enfim, sobre Poker,
A idéia é que vocês foquem em Pensar Poker.

No mês de agosto e em setembro o CTSuperPoker vai lançar uma série de vídeos preparatórios para o vestibular e vai conduzir dois simulados, então é uma boa oportunidade para se preparar.

Além disso na segunda-feira dia 4 de agosto vamos fazer uma twitcam para apresentar o time e tirar todas as dúvidas sobre o Vestibular. A twitcam será as 19h, então fiquem ligados nas nossas mídias sociais para pegar o link e vão preparando as perguntas que eu vou estar lá pra responder tudo!

 

Já pros nossos amigos de Portugal vamos fazer um processo um pouco diferente, na quinta-feira dia 2 de outubro, uma prova em tempo real pela internet feita por vídeo. Então podem ficar tranquilos que o processo vai ser justo e bem parecido para todo mundo, e a prova vai ser no mesmo formato!

Por enquanto é isso pessoal!

Até segunda-feira!

 

P.S. Lembrando que o vestibular vai dar 10 vagas para o time principal e 14 vagas para os times micros de outubro e novembro e as inscrições podem ser feitas no http://qgakkariteam.com.br/vestibular/

ITM no Evento 55

Image

Bom pessoal, vou falar hoje do evento 55 do WSOP.

Um torneio com buy-in de 1.5k onde cheguei ITM e foi meu primeiro ITM aqui em Vegas.

O torneio tem uma estrutura um pouco melhor do que os de 1k.

O dia 1 desse torneio foi o dia do jogo do Brasil, quase tive uns 3 infartos no jogo, aí depois que acabou tirei 1h pra relaxar aqui com toda a galera do Brasil que estava em casa, comer uma carne esperar o sangue esfriar e aí ir pro evento. Cheguei no 2o nível de blind com o Headão na mesma mesa que eu.

Consegui ganhar todos o spots sem showdown praticamente e saí de lá co umas 7k fichas, das 4.5k iniciais, fiquei bem orgulhoso do meu jogo nessa mesa, que estava mais dura pq tinha bastante reg nela.

Aí fui pra outra mesa mais fácil, consegui um pot legal de QQ vs T8 no board Q97 e fiquei muito bem em fichas.

Aí me trocaram mais uma vez de mesa (isso é algo que rola muito aqui, como os fields são gigantes e muita gente cai a quantidade de mesas que quebram é até engraçada) e fui pruma mesa onde a média de idade devia ser uns 55 anos. Sonho né, muito tiozão americano dando limp, jogando as mãos de maneira bem óbvia e eu tinha stack pra apertar bastante o jogo.

Aí joguei as primeiras três mãos que peguei e na quarta tenho QTs no UTG, dou raise, tiozao call em posição, flop T54 com fd que não era meu, eu bet, ele all in overbet, aí eu insta call pq acho que ele tá queimado que to jogando muitas mãos e deve ter um par médio que não sabe como jogar sem ser ir all in. Minha leitura tá certa, ele tem 99 mas acaba flushando runner runner e me dá um bela machucada. Era pot pra ir pra 19k fichas no blind 200.

Aí na mão seguinte eu defendo o BB contra um raise e tive que dar um hero call river de 3o pair pra puxar o pot e fiquei com 8.3k fichas, felizmente na mão seguinte veio o dinner break, que é de 1h30 e resolvi voltar pra casa pra dar uma espairecida.

Chegando no qg fui na piscina, dei uma boa relaxada e voltei bem focado pra esquecer o beat e fazer fichas na mesa sonho que eu estava. E assim eu fiz, saí da mesa no blind 600 com 19k quando ela foi quebrada e aí fui pra uma outra mesa que estava bem forte.

Uns stacks gigantes, caras bem agressivos, um monte de 4bet, 3barrells o tempo todo. Aí preferi jogar mais tight, pq o jogo 10handed não permite agressividade além da conta e contra o estilo da mesa um jogo tight era uma boa.

Fui com essa estratégia até o fim do dia e no final do último nivel dobrei com QQ vs AJ do chip leader da mesa e finalizei o dia com 30k fichas.

Ia pro meu 2o dia 2 consecutivo (também peguei dia 2 no Monster Stack) junto do Bruninho Kawauti e do Bedias. 

No dia 2 comecei mal, jogando uma mão bem mal que fez eu cair pra umas 23k fichas mas rapidamente recuperei e fui pra 40k pegando algumas mãos de valor e roubando uns blinds em spots bons.

Aí a bolha estourou, o jogo deu uma tranquilizada e me mudaram de mesa pela última vez no torneio. Cheguei lá com 44k fichas no blind 1k/2k , perdi as primeiras mãos que joguei e caí pra 32k, aí um cara bem agressivo sobe do meio da mesa, um cara com cara de que não era poker pro call no CO e eu mando tudo com 77 do BTN, o primeiro pensa uns 40 segundos e folda, eu fico aliviado pq meu medo era ele, e aí o segundo tanka uns 90s , manda um lets gamble e dá call de T8s, horroroso o call do cara e ainda arrumou um flip.

Acho que nunca me senti tão mal como quando vi esse showdown aí, Aí flop veio TT9 e eu já tava quase drawing dead, fim de torneio na 140a colocação e o primeiro ITM da carreira.

Numa dessas que vc ve como pode ser frustrante essa profissão, mas o jogo segue.

 

Aí hoje joguei o 1.5k mix max, que era um evento que estava aguardando bastante, dia 1 joga 9handed, dia 2 6max, dia 3 4max e dia 4 HU.

Mas caí num all in preflop KK vs JJ num pot bem grande que ia me deixar com umas 7.5k fichas no blind 75/150, pouco antes disso perdi um 74hh vs QQ no flop Q63hh, então não era o dia. Fiquei bem frustrado pq comecei bem o dia, cheguei a ter 6.5k das 4.5k iniciais numa mesa aparentemente mais fácil que a média (field mais duro tem esse torneio) mas aí tive que foldar um flush num 3bet pot, um 3barrell não passou pq um cara acertou top pair no turn e perdi fichas importantes.

Mas segue o jogo, tenho mais dois torneios aqui ainda. Não sei ainda se jogo o de 1.5k amanhã ou o Little One for One Drop de 1k mas que tem reentry e um field gigante.

E por fim o mais aguardado de todos, o Main Event.

É isso aí galera, vamo que vamo!

 

Updates de Vegas

Image

Bom pessoal, vou comentar um pouco de como as coisas estão aqui em Vegas.

A fase não tá das melhores, foram 5 torneios que eu joguei até agora e nenhum ITM. O que é completamente normal, já que nos torneios aqui o ITM é por volta de 10% do field, o que significa que na média o jogador com vantagem sobre o field vai chegar no dinheiro cerca de 15% das vezes.

Nos cursos que damos no QG e no CTSuperPoker nós frequentemente falamos que no Poker os resultados só podem ser cobrados com longo prazo, mas é engraçado como a cabeça humana é feita pra nos pregar peças. Mesmo sabendo disso a cobrança que eu estou me colocando é muito grande, e definitivamente gera muita frustação não chegar longe nos torneios.

Mas a solução pra isso é o foco estar no jogo  e não no que os outros vão pensar se você cair de mais um torneio, ou no dinheiro que vai custar registrar no próximo. E essa tem sido uma das minhas maiores batalhas aqui.

Meu 4o e 5o torneio aqui foram um de 1.500 no WSOP e um de 1100 no Venetian.

No WSOP joguei direitinho, com uma mudança muito grande na postura comparado com os outros torneios e fiquei muito satisfeito com meu jogo, mas simplesmente não consegui pegar nenhum grande valor, tive que foldar 99, JJ preflop, QQ no flop contra o maior nit da mesa. Enfim, o que sobrou foi um ou outro roubo de blind, 3bet light pra fazer manutenção do stack, mas dessa maneira é difícil ficar muito grande em fichas. 

No WSOP não me arrependo de como joguei nenhuma mão e acabou que caí no final do dia quando empurrei J8s no CO com 10bbs em uma mesa que tinha acabado de chegar e tomei call de QQ no SB. Fiquei bem feliz com meu desempenho.

 

Aí ontem joguei o 1100 do Venetian. Os torneios do Venetian tem uma estrutura legal mas estão atraindo um field bem casca grossa, vários profissionais top por lá, dia desses tava o Olivier Busquet numa reta final do de 1600.

Na minha mesa tinha um cara muito muito lock. Ele era bom mas muito agressivo, fazendo uns bets gigantes sempre que davam oportunidade pra ele e jogando quase todas as mãos.

Aí logo no começo do torneio ele me dá uma fatiada em um river que ele acerta e trinca bottom pair quando eu tinha top pair e os draws do board erraram e eu tive que pilotar um stack curto pelo resto do torneio.

No fim eu jogo uma mão contra ele onde vamos all in no flop J44 com um flush draw de espadas, eu tenho QJo e ele tem 85 de espadas, vem o flush no turn e é gg pra mim. Esse pot me colocaria de volta no jogo mas não holdou. De qualquer maneira isso acontece, já dei beats e já tomei beats, não dá pra ficar chorando não.

Nesse torneio tiveram 2 mãos que eu jogaria diferente, uma que eu joguei muito mal, que depois pensando vi que cometi um erro muito pela vontade de não cair cedo do torneio ( o que aconteceria se minha leitura estivesse errada), mas cair cedo não importa, o que importa é tomar a decisão correta.

Mas mais uma vez fiquei feliz com o resto, escapei de algumas armadilhas, ganhei pots blefando. Tá faltando só acertar algum valor que me deixe com uma boa quantidade de fichas pra poder soltar mais o braço e imprimir meu jogo, mas tenho certeza que daqui a pouco ele aparece.

Agora amanhã tem o Monster Stack que é um dos torneios mais aguardados por aqui, vai dar um field gigante no WSOP. Buy-In de 1.5k , stack inicial 15k fichas e blinds começam 25-25, então é um torneio que dá espaço pra fazer bastante e coisa.

É isso aí, conto com a torcida de vocês!

 

 

Torneios no Venetian

Image

 

E aí galera, segunda-feira joguei um torneio de 600us no Venetian, da série Deep Stack Extravaganza, uma série com uma estrutura bem boa que atrai bastante regs, mas ainda assim com um field tranquilo.

No domingo eu caí do Evento 33 do WSOP que é um evento que não permite erros, então estava animadaço por jogar esse torneio do Venetian e jogar em uma estrutura um pouco mais tranquila.

Mas o torneio foi tão o oposto do que eu esperava que foi até cômico.

O stack inicial era de 15k fichas no blind 50/100

Na primeira mão estou numa mesa com 5 pessoas no UTG , a mesa tinha acabado de ser formada, aí subo 87s em paus do HJ, tomo call do BTN e do BB e o flop vem T92 com fd de copas e 1 carta de paus.

O BB check, eu cbeto forte quase pot, o botão paga e o BB folda, aí turn vem um J que não completa o flush draw e eu penso “que sonho”, mando outra aposta forte e aí tomo um raise, decido só pagar pq acho que se eu voltar no turn mãos piores que a minha não me pagam.
River bate um 6 que não muda nada, não completa o flush draw.

Eu meso, o cara manda um bet forte, eu pago e ele tem KQ.

Aí nessa perco umas 10k fichas das 15k iniciais.

Depois tive um straight e flush draw no turn que não entrou, um flush draw que não entrou e por fim perdi um flip de 88 pra AK e foi fim do meu torneio em menos de 1h de jogo

Bem frustrante mas algo que pode acontecer, o que mais me consolo é que não me arrependo de como eu joguei nenhuma mão, o baralho pode judiar e não tem nada que a gente pode fazer em relação a isso, nosso papel é tomar as melhores decisões e esperar que o longo prazo cuida de trazer o dinheiro e os resultados.

E é por isso que vou bem confiante voltar amanhã ao Venetian jogar o evento de 1.6k , o foco está 100% no jogo e é isso que importa. Ainda tem vários torneios aqui e daqui a pouco o baralho não maltrata. Vamo que vamo!