Mesa Final do BSOP e Personalidade no Poker

kevin_annahas_eliminado_bsop_sp_2014-thumb-450x300-220241

 

Ontem comentei a Mesa Final do BSOP pela TVPokerPro e a mesa foi marcada por duas coisas, jogo muito duro e Kevin Annahas, o Paraguaio que fez o papel de vilão.

Fiquei feliz demais pela conquista do bracelete pelo André Luchi, nosso aluno do curso do QG Akkari Team de Setembro de 2013 e um cara muito gente boa, que merece muito um resultado assim. Jogou bem concentrado e com muita paciência foi trilhando seu caminho até o bracelete.

Por muito tempo na mesa o Paraguaio Kevin Annahas foi o vilão da mesa, gritou muito pra comemorar um suckout que deu na Milena Magrini, ficava demorando demais para jogar e foldar algumas mãos , dava showdown quando blefava e foi conseguindo criar uma torcida contra muito grande no twitter. Eu mesmo estava ficando puto com toda a demora pra jogar mãos.

No entanto uma coisa que eu percebi é que o pessoal da mesa, que passou ao longo de mesas-semifinais e etc um bom tempo jogando com o Kevin não parecia incomodado com isso não, pelo contrário, vira e mexe dava a louca no Kevin e ele ia lá abraçar os caras e eles respondiam bem. Enfim, deu pra perceber que o cara era só um puta lock, que embora errasse em algumas coisas, tava sendo ele mesmo e extravasando as emoções que uma mesa final importante como essa causa.

Aí quando o jogo foi afunilando, eu soube de mais coisas sobre o Kevin, ele se classificou por um satélite , não tinha dinheiro pra nada, veio de ônibus de Assunção pra SP, não tinha como pagar o hotel então dormia escondido nos corredores e pelos salões, não tinha nem dinheiro pra comer quase, e tava lá, jogando o jogo e sentando o braço em cima de todo mundo. Puta História. No fim, quando ficou 3 handed dominou a mesa e ganhou muitas fichas subindo quase todas as mãos, Aí no HU fez um blefe muito caro em um spot muito ruim contra o André, ficou muito short e acabou perdendo.

Imediatamente ele começou a chorar copiosamente, não parou de chorar. Tava lá o cara saindo do BSOP com 80-90k no bolso, depois de passar o perrengue todo que passou e não parava de chorar, juro que ele passou uns 20 minutos sem parar de chorar. Isso mostrou quanto ganhar aquilo era importante pra ele e quão desolado ficou apesar de toda a grana envolvida.

Escrevi isso pq sinto que falta um pouco disso no poker hoje, essa emoção toda, histórias por trás das performances fazem o espetáculo ficar muito mais interessante e acho que a personalidade dos jogadores de poker de ficar lá escondidos atrás de óculos escuros e moletons, sem querer comemorar uma mão importante acaba impedindo que algumas histórias assim apareçam.

Curiosamente a outra história dessa que vivenciei na minha carreira de comentarista de Poker envolveu outro jogador presente na mesa final, o Julian lá de Santos, que no ano passado foi pro BSOP de Foz do Iguaçu com vaga em satélite de carro, dormiu no carro, sentou o braço em todo mundo, eu mesmo vi ele mandar um blefe no river gigante numa mesa semifinal e mostrar depois e jogando muito bem chegou em 3o lugar.

Então fica aqui a minha torcida pra que mais histórias interessantes apareçam e que os jogadores de poker mostrem mais quem eles são de verdade ao invés de esconder todas as suas emoções atrás dos óculos escuros e do fone de ouvido.

E Parabéns especial ao Julian, Kevin e André pela performance e também a todos os outros mesa-finalistas do BSOP.

Em Março tem mais, lá em Foz do Iguaçu!

 

 

Advertisements

9 comments

  1. Depois de xingar pra caramba eu comecei a achar daora o jeitão do Paraguaio, principalmente depois que percebi que aquilo era natural dele, não era forçado para fazer “teatrinho”. Depois de um tempo realmente deu pra ver que ele estava jogando a mesa da vida dele ali. Foda!

  2. Pô Bueno, mas os caras fazem de tudo pra esconder as emoções, por isso não se vê algo muito extravagante hoje em dia… puta historia do paraguaio, mesmo dando o chilique dele no sock out, eu não consegui ficar com raiva dele não. E nice blog bueno!!!

  3. Eu já penso o contrário: não podemos estimular um comportamento como esse. Sair de sua cidade e cruzar um país pra jogar um torneio de poker sem dinheiro pra dormir decentemente vai na contramão do que pregamos sobre gestão de bankroll e uma carreira sólida. Histórias como essa acontecem em todos os eventos e sabe pq não ouvimos falar? Pq na grande maioria dá errado, obviamente! Se com todas as condições técnicas, conforto e etc já é extremamente difícil chegar a uma mesa final de BSOP, WSOP, qqr coisa, imagina sem o preparo necessário. Ademais, nada justifica o comportamento majoritariamente escroto que ele teve, com o pico sendo aquele show ofensivo contra a Milena quando ganhou uma mão dela. Acho que o que tem que ser mostrado e incentivado pela mídia é o oposto disso: a frieza de quem vence sem precisar humilhar ninguém e a esportividade de quem aceita a derrota como algo do jogo.

  4. Boa Eiji. Concordo que do ponto de vista do profissionalismo do jogador de poker a história é inteira errada. Mas nem todo mundo é profissional do jogo, e alguém que se classifica por um satélite (e ai sei lá se foi de graça, por 2us ou por 50us) tem na minha opinião o “benefício da dúvida” e pode ser mais lock, óbvio que muitas vezes vai dar errado, mas o cara tava lá, blefando, jogando pra frente mesmo em condições adversas.

    Agora concordo que o comportamento com a Milena foi escroto e ficar demorando pra foldar também, não precisava daquilo.

    1. Tens razão, acho que fui muito duro no meu comentário. Tem que existir esse lado da aventura também, o lance dos satélites, etc. Ninguém é obrigado a pensar e agir como profissional, muita gente está lá apenas se divertindo e é preciso respeitar isso. Abraços e continue o bom trabalho no blog!

  5. Isso é pra vocês verem a irresponsabilidade dos comentaristas da Tv Poker Pro. Durante toda a transmissão o que se ouvia constantemente era o termo “Paraguaio Folgado” por parte de narradores e comentaristas, o que logo se tornou viral esse tipo de comentário no twitter por pate das pessoas que estavam assistindo, ou seja, entraram na onda dos comentaristas.

    Pra mim, isso soou como xenofobia. Se fosse um comentarista norte-americano falando “Brasileiro Folgado” em um WSOP da vida…….. xiiii não queria nem pensar de como seria a revolta dos brasileiros do twitter. (O que me espanta é justamente depois da divulgação dessa história, vir um monte de gente aqui agora falar que depois gostou do “paraguaio”)

    Eu assisto sempre as transmissões do EPT e do WSOP e nunca vi nenhuma crítica direta a nenhum jogador por parte dos narradores, aliás quem tem a coragem de jogar é quem está lá na mesa. Sendo assim acho que a Tv Poker Pro deveria se limitar a comentar apenas aspectos técnicos… Torcida, críticas pessoais, comentários de gracinhas e etc deixem pra quem está assistindo!

    Fica aí o toque!

    1. Eu concordo com o Andre, de que os comentários influenciaram as pessoas para odiarem o Paraguaio, mas ele era meio xarope mesmo. Por outro lado, só se influencia quem quer. Eu assisti e falei: puta cara chato. Igual um americano que fica encarando o rosto do oponente o tempo todo, esqueci o nome dele, é Mc Donald alguma coisa. Quanto a coragem dele vir de lá pra cá pra disputar, acho lindo isso. Ele tinha que ter aproveitado esta oportunidade que o satélite lhe deu. Muitos bam-bam-bansss vão pro LAPT, EPT ou WSOP, levando U$30.000 (ou mais) só pra gastar com Hotel, comida e presentinhos e Re-buys. Isso acaba não contribuindo para que o cara dê real valor ao investimento que ele fez no Buy-in. O cara tanto não liga, que ele escreve no Blog: Hj vou jogar o dia 1A, se não der, não tem problema, volto amanhã no 1B. O sub-consciente dele já absolveu a frase: “Se não der certo, não tem problema”, e aí, já era. Nem com par de Ás três vezes seguidas ele conseguirá. O paraguaio exagerou com gritos e firulas, eu não faria isso, mesmo estando numa situação financeira meio precária atualmente, talvez eu teria só um ou dois infartos. kkkkkk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s